JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

Ver Todos
Ver Todos

Ver Todos
Homilia da Vigília Pascal
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/771114vida_consagrda_1.JPGlink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/599236Fatima_Peregrina.JPGlink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/345462cartaz_dia_da_igreja_diocesana.jpglink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/616438igreja_diocesana.jpglink

Encontro sobre "a comunidade paroquial e o despertar vocacional" A "A comunidade paroquial e o despertar vocacional" é o tema da actividade que vai decorrer no dia 18 de Abril, no

Ver Mais

Nota pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa A Imagem peregrina de Nossa senhora de Fátima vai percorrer todos os arciprestados da Diocese da Guarda, de 27 de Setembro a 11 de Outubro

Ver Mais

Praça Velha será o centro das actividades Oração, música, espaços de evangelização, feira vocacional, desfile de arciprestados são algumas das propostas que vão preencher o Dia da Igreja Diocesana que vai

Ver Mais

Diocese da Guarda Estimados irmãos e amigos: Em nome de Cristo Ressuscitado e vivo, renovo convite para juntos vivermos a alegria do nosso Dia da Igreja Diocesana, no próximo 30 de maio,

Ver Mais

Ano da Vida Consagrada

Encontro sobre "a comunidade paroquial e o despertar vocacional" A "A comunidade paroquial e o despertar vocacional" é o tema da actividade que vai decorrer no dia 18 de Abril, no Centro Apostólico D. João de Oliveira Matos, na Guarda, no âmbito das comemorações do Ano da Vida Consagrada na Diocese da Guarda.
Os trabalhos começam às 10.30 horas com a oração inicial, seguida de uma palestra sobre o tema do dia, proferida pelo padre Paulo César Serralheiro Franco, pároco de Nossa Senhora dos Navegantes do Parque das Nações, e director do Secretariado Diocesano de Acção Pastoral de Lisboa, e um painel de testemunhos de jovens que nesta comunidade paroquial encontraram a ajuda para o discernimento da sua vocação (vida sacerdotal, vida religiosa e matrimónio). Pelas 14.30 horas haverá uma audição musical do Coro da Capela Egitaniense, dirigido pelo padre Daniel Cordeiro e acompanhado a órgão pelo padre José Luís Farinha. O encontro terminará com a Eucaristia dominical. Esta actividade é destinada a consagrados da diocese da Guarda, presbíteros e diáconos, assim como ao Povo de Deus, nomeadamente gente jovem.

Imagem peregrina de Nossa Senhora passa pela Diocese da Guarda

Nota pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa A Imagem peregrina de Nossa senhora de Fátima vai percorrer todos os arciprestados da Diocese da Guarda, de 27 de Setembro a 11 de Outubro deste ano. A visita, que envolve todas as Diocese de Portugal, insere-se no contexto da preparação do Centenário das Aparições a ter lugar em 2017.
Nesse sentido, os bispos portugueses desafiaram as dioceses a acolherem de forma “calorosa” e com “profundidade” de fé a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima em 2015-2016. No final de uma assembleia plenária da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), que decorreu em Fátima na última semana, os Bispos mostraram-se convictos de que “este acontecimento” poderá ajudar “a renascer” no meio das comunidades cristãs “a alegria do encontro com o Evangelho de Cristo e o entusiasmo de viver em Igreja”. Destacaram a iniciativa como uma oportunidade para Portugal ver a força de uma “Igreja em saída”, que quer ir “ao encontro” de todos, e de cada comunidade ou família retomar “a esperança” que por vezes parece “vacilar no meio dos dramas e incertezas do tempo presente”. Os membros da CEP abordaram esta questão numa nota pastoral aprovada e divulgada aos jornalistas no final da assembleia plenária. Nesse texto, os bispos sublinham que “a força da fé cristã e o modo como ela se vive” no país “não seriam os mesmos” sem a afirmação da “espiritualidade de Fátima”. Ela é hoje “parte integrante” na “expressão da fé” das comunidades católicas, “em todos os recantos” de Portugal, das zonas rurais às urbanas, do mundo mais simples ao mais desenvolvido”. Para osos Bispos, a Mensagem de Fátima é “plenamente conforme ao Evangelho de Jesus Cristo” e contém em si todos os “elementos constitutivos do cristianismo”. Daí que ela esteja “no coração da Igreja”, realça a CEP, recordando “as peregrinações dos Papas Paulo VI, João Paulo II e Bento XVI” à Cova da Iria, “bem como de inúmeros membros do episcopado, do clero e cristãos do mundo inteiro”. Os membros do episcopado português esperam que a visita da imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima seja ocasião para as famílias viverem mais intensamente a eucaristia, os sacramentos, a oração, em particular do terço, e a prática da solidariedade. Convidam de modo especial as crianças “a crescerem no amor a Jesus e a Nossa Senhora, seguindo o exemplo dos Três Pastorinhos, Lúcia, Jacinta e Francisco”. Na Diocese da Guarda a visita da Imagem peregrina está a ser preparada pelo Movimento da Mensagem de Fátima.

Guarda prepara Dia da Igreja Diocesana

Praça Velha será o centro das actividades Oração, música, espaços de evangelização, feira vocacional, desfile de arciprestados são algumas das propostas que vão preencher o Dia da Igreja Diocesana que vai decorrer na Guarda, no dia 30 de Maio.
O evento tem vindo a ser preparado por uma vasta equipa coordenada pelo padre Joaquim António Duarte. O programa está praticamente concluído e tem sido apresentado nos encontros do Clero que decorrem, por estes dias, nas diversas zonas pastorais da diocese. O Dia da Igreja Diocesana começa de véspera, a 29 de Maio, às 22.00 horas com a “Night fever”, no futuro Museu de Arte Sacra. Esta actividade é essencialmente virada para os jovens e pretende afirmar-se como um tempo oração, partilha e convívio. No dia 30 de Maio, as actividades começam com a oração da manhã, às 10.00 horas, na Igreja da Misericórdia, onde haverá adoração e reconciliação, até às 12.00 horas. Entre as 10.00 e as 12.00 horas também haverá tempo para “Espaços de Evangelização”, espalhados um pouco pela cidade. Os “Espaços de Evangelização” vão funcionar no Seminário Maior, na Casa paroquial da Sé, Igreja de São Vicente, Auditório do Paço da Cultura e Arquivo Diocesano. A partir das 12.00 horas, a Praça Velha será ocupada por uma “Feira Vocacional” na qual os Institutos de Vida Consagrada darão a conhecer o seu carisma. Às 14.00 horas, terá início o “Desfile dos Arciprestados”, a partir do Jardim José de Lemos em direcção à Praça Velha. Pelo centro da cidade vão passar os representantes de Almeida, Alpedrinha, Celorico da Beira, Covilhã, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Gouveia, Guarda, Manteigas-Belmonte, Penamacor, Pinhel, Rochoso, Sabugal, Seia e Trancoso. O Bispo da Guarda, D. Manuel Felício, vai presidir à celebração da Missa, na Praça Velha. As actividades do Dia da Igreja Diocesana terminam com um concerto da Banda Jota, a seguir à celebração da Missa.

Dia da Igreja Diocesana

Diocese da Guarda Estimados irmãos e amigos: Em nome de Cristo Ressuscitado e vivo, renovo convite para juntos vivermos a alegria do nosso Dia da Igreja Diocesana, no próximo 30 de maio, sábado.
Dirijo-me aos nosso sacerdotes e diáconos, aos religiosos e religiosas, aos consagrados e consagradas, aos leigos e leigas. Dirijo-me também aos diferentes serviços que dão vida à vida da nossa Diocese e que são os secretariados, departamentos, movimentos e obras de apostolado. Convido para juntos testemunharmos a nossa Fé, no próximo dia 30 de maio. E testemunharmos a Fé antes de mais pela oração – a oração da vigília, para a qual estão especialmente convidados os jovens; a manhã de adoração e confissões na Igreja da Misericórdia; oração que se prolongará na grande Eucaristia que vai marcar o ponto central deste nosso Dia da Igreja Diocesana. Juntos queremos também, neste Dia da Igreja Diocesana, testemunhar a Fé através dos diferentes caminhos de catequese e evangelização que são vida das nossas comunidades. Teremos em conta a catequese de crianças, adolescentes e jovens, a evangelização das famílias, a vivência da caridade, a formação litúrgica, a evangelização através da arte cristã e a apresentação dos carismas das distintas comunidades de vida consagrada, que, por graça de Deus, temos espalhadas pela Diocese. Queremos também, neste nosso Dia da Igreja Diocesana, lembrar a nós próprios e dizer aos outros que somos um povo organizado. Por isso aparecemos por grupos de arciprestados, com algum ou alguns dos nosso símbolos e assim tomaremos parte naquele que é sempre o acto mais solene e significativo da nossa vida de Fé – a Eucaristia. A alegria é a nota dominante da nossa vida de Fé, o que também quer significar o concerto final deste nosso Dia da Igreja Diocesana. Escolhemos a Sé e a praça que a enquadra para lugar deste nosso Dia da Igreja Diocesana. O simbolismo da Sé, Igreja Mãe de toda a Diocese e o seu significado para toda a vida cultural e social não só da cidade da Guarda, mas de toda esta vasta região são de grande importância para este acontecimento. Que Deus abençoe este nosso Dia da Igreja Diocesana. Guarda, 22 de maio de 2015 +Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

Galeria Multimédia

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

Ver Todos
Ver Todos

Ver Todos

Receba a nossa newsletter:


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Homilia da Vigília Pascal

Extracto da Homilia da Vigília Pascal

Cristo está vivo no meio de nós. Alegremo-nos e cantemos aleluia, nesta Vigília Pascal, mãe de todas as vigílias e o centro de todo o nosso ano litúrgico.

Toda a caminhada quaresmal nos orientou para esta Vigília; desta mesma Vigília parte um especial dinamismo de vida nova em Cristo ressuscitado que repercute não só na oitava da Páscoa , que vamos viver como sendo um  domingo continuado, mas também na cinquentena pascal que culmina no Pentecostes, com a descida do Espírito Santo sobre toda a Igreja.

 

 

A surpresa das mulheres que encontraram o sepulcro vazio e o percurso interior que, a seguir, fizeram para concluir que Ele ressuscitou tem de ser também a nossa surpresa e o nosso percurso espiritual, neste tempo de Páscoa. Esta surpresa tem de aparecer clara nas nossas vidas para surpreender o próprio mundo, que precisa de novas rezões de esperança. E Jesus Ressuscitado é a grande esperança para a Igreja e para o mundo. Nós somos convidados por Ele a deixarmos que na nossa vida pessoal e na vida das nossas comunidades transpareça de verdade este grande acontecimento da Sua Ressurreição. Agradecemos a Deus o dom do novo Papa que acaba de ser eleito. Ele vem com vontade de ajudar a Igreja a ser cada vez mais transparente à novidade de Cristo Vivo. Ele próprio já deu muitos sinais de que a nota dominante da sua vida pessoal é deixar que a novidade de Cristo se manifeste. Vai continuar a pedi-lo certamente a todas as instâncias da Igreja, desde a Cúria Romana, às Conferências Episcopais, aos bispos, aos padres, aos diáconos aos de especial consagração. Vai certamente  pedi-lo a todas as estruturas da Igreja cuja razão de ser é viver de Jesus Ressuscitado e apresentá-lo de tal modo que o mundo creia.

Santa Páscoa para todos vós e vossas famílias.