JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

Ver Todos
Ver Todos

Ver Todos
Homilia da Vigília Pascal
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/542541Biso_D._Manuel_Fel__cio_024.jpglink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/667764Senhora_Assedasse.jpglink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/392975se_16.JPGlink
http://www.diocesedaguarda.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/858707Liga_16.jpglink

Nomeações de D. Manuel Felício para a Diocese da Guarda, 2016/2017 1. Rev.do Padre Joaquim Cardoso Pinheiro – Pároco de Seia. O Rev.do Padre Joaquim Teixeira fica dispensado de responsabilidades pastorais

Ver Mais

O Dia 8 de Setembro é dia de festa em Casais de Folgosinho, no concelho de Gouveia. Todos os anos, o povo junta-se, em grande número, à volta da pequena

Ver Mais

No dia 1 de Outubro próximo, sábado, tem início o programa pastoral previsto para este ano 2016-17, na Diocese da Guarda, com a apresentação do documento de trabalho que pretende

Ver Mais

A Irmã Graça Afonso vai continuar no cargo de coordenadora geral da Liga dos Servos de Jesus, ao longo dos próximos quatro anos. Na assembleia geral da Liga, que decorreu

Ver Mais

Diocese da Guarda - Nomeações 2016/2017

Nomeações de D. Manuel Felício para a Diocese da Guarda, 2016/2017 1. Rev.do Padre Joaquim Cardoso Pinheiro – Pároco de Seia. O Rev.do Padre Joaquim Teixeira fica dispensado de responsabilidades pastorais específicas. 2. Rev.do Padre Paulo Jorge Oliveira do Carmo, Pároco de Paranhos da Beira, Tourais e Girabolhos, sendo seu cooperador pastoral para estas mesmas paróquias o Rev.do Diácono Amadeu Duarte Gonçalves Antunes. O Rev.do Padre José Soares Coelho fica dispensado de responsabilidade pastorais específicas. 3. Rev.do Padre José António Dionísio de Sousa, Pároco “in solidum” das paróquias de S. Miguel da Guarda (Estação), S. Pedro e S. Miguel do Jarmelo e Gonçalbocas, continuando moderador o Rev.do Padre António Carlos Marques Gonçalves. 4. Rev.dos Padre João Carvalho Nunes e Diácono Manuel Joaquim Lopes Castela - cooperadores pastorais do Rev.do Padre José António Dionísio de Sousa para as paróquias do Vale do Mondego – Misarela, Vila Soeiro, Pero Soares, Faia, Aldeia Viçosa, Porto da Carne e Cavadoude. 5. Rev.do Padre Carlos Manuel Gomes Helena – Pároco de Vila Franca das Naves, Moimentinha, Granja, Póvoa do Concelho, Feital, Vale de Mouro e Vilares. 6.Diácono Pedro Inácio Fernandes- administrador paroquial das paróquias de Velosa, Açores, Baraçal, Minhocal, Maçal do Chão e Fornotelheiro, tendo em conta o Cânone 517, § 2º e sendo confiado ao Rev.do Padre Manuel Elias Ferreira o específico do Ministério Sacerdotal nestas mesmas paróqui¬as. 7. Rev.do Padre José Luís dos Santos Farinha – Pároco de Aldeia Nova do Cabo e Aldeia de Joanes, ficando dispensado destas funções o Rev.do Padre Casimiro Mendes Serra. 8. Rev.do Padre Casimiro Mendes Serra – Pároco “in soli¬dum” das paróquias de Souto da Casa, Castelejo e Telhado, sendo moderador o Rev.do Padre José Luís dos Santos Farinha. 9.Rev.do Padre Celso Rocha Marques – Pároco de Ferro e Pera Boa, ficando o Rev.do Padre Manuel Francisco Domingos dispensado de responsabilidades pastorais específicas. 10.Rev.dos Padres Jacek Cesary Baginski e Elísio do Rosário Gama, da Congregação dos Missionários do Verbo Divino – Párocos “in solidum” das paróquias de Tortosendo, Cortes e Unhais da Serra, sendo moderador o primeiro e cessando as mesmas funções os Rev. dos Padres José Luís de Sousa Pimenta e Manuel Pedrosa Soares, também da Congregação dos Missionários do Verbo Divino. Estas nomeações para funções paroquiais terão a sua tomada de posse até final do mês de Setembro. Desejo reconhecer e agradecer a generosidade dos nossos padres e diáconos, mais uma vez manifestada nas mudanças que foi necessário efectuar. Peço às diferentes comunidades envolvidas nas mudanças que recebam bem os padres e diáconos que lhes são envia¬dos e àquelas a quem foi pedido para dispensarem os que as serviam que compreendam a necessidade de colocarmos o bem comum da Diocese acima dos interesses e gostos parti¬cu¬lares. Peço também aos grupos de cooperadores pastorais das paróquias e conjuntos de paróquias que aprofundem cada vez mais a colaboração com os seus párocos. Procurem criar-lhes as condições necessárias para eles se poderem dedicar cada vez mais ao que lhes é específico, ou seja, ao anúncio da Palavra, promovendo a evangelização e à celebração da Fé, nas comunidades. Que o Senhor abençoe todo o nosso trabalho, por intermédio de Maria Santíssima, no ano pastoral 2016-17, ano em que, por graça de Deus, realizaremos a nossa Assembleia Dioce¬sana, a qual estamos a preparar desde há três anos. Guarda e Cúria Diocesana, 21 de julho de 2016 +Manuel R. Felício, Bispo da Guarda

Casais de Folgosinho | Gouveia - Festa de Nossa Senhora do Assedasse

O Dia 8 de Setembro é dia de festa em Casais de Folgosinho, no concelho de Gouveia. Todos os anos, o povo junta-se, em grande número, à volta da pequena capela para celebrar a Senhora do Assedasse.
Este ano, as cerimónias religiosas são presididas pelo Bispo da Guarda, D. Manuel Felício e integram a peregrinação jubilar do arciprestado de Gouveia, no âmbito do Ano da Misericórdia. No decorrer da festa são feitas as arrematações de produtos regionais oferecidos para louvar Nossa Senhora. Pão, queijo, chouriças, mel, fruta, flores, abóboras, batatas, cereais, centeio e alguns animais caprinos, são arrematados pelos populares. Na festa de Setembro, na Senhora do Assedasse celebrava-se a descida dos rebanhos dos pastos da Serra para as terras baixas. A romaria da Senhora do Assedasse era, até meados do século passado, importante ponto de encontro de pastores de diversos lugares da serra da Estrela. Habitualmente as celebrações terminam com a bênção dos pastores e dos rebanhos. A Capela de Nossa Senhora de Assedasse está situada no vale do Mondego, no concelho de Gouveia, perto do Covão da Ponte. É uma capela românica, do século XII, dedicada a Santa Mãe de Deus sob a invocação de Nossa Senhora do Assedasse.

Apresentação do documento de trabalho preparatório da Assembleia Diocesana

No dia 1 de Outubro próximo, sábado, tem início o programa pastoral previsto para este ano 2016-17, na Diocese da Guarda, com a apresentação do documento de trabalho que pretende ajudar a fazer a preparação próxima da assembleia diocesana.
Os trabalhos decorrerão no Centro Apostólico – Guarda, com início às 9.30 horas e terminando com o almoço. “Para este importante acto da nossa caminhada diocesana em direcção à assembleia, estão convidados todos os párocos e outros sacerdotes e diáconos, os representantes de cada conjunto de paróquias presididas pelo mesmo pároco, representantes dos arciprestados e de outras instâncias pastorais, segundo o que está previsto no regulamento da mesma assembleia explicado aos arciprestes em reunião realizada no passado dia 6 do corrente”, explica o Bispo D. Manuel Felício. E acrescenta: “Esperamos começar da melhor maneira, com a bênção de Deus, esta última etapa preparatória da nossa assembleia diocesana, da qual se aguardam importantes contributos para definir o caminho pastoral da nossa Diocese para os próximos tempos”.

Irmã Graça Afonso continua à frente da Liga dos Servos de Jesus

A Irmã Graça Afonso vai continuar no cargo de coordenadora geral da Liga dos Servos de Jesus, ao longo dos próximos quatro anos. Na assembleia geral da Liga, que decorreu no Seminário da Guarda, de 11 a 13 de Setembro, ficou também constituído o Conselho Geral que integra as Irmãs Maria de Jesus Branca Marques, Maria Adelina Gomes Leocádio, Irene dos Santos Fonseca e Maria Ascensão Pires dos Santos.
Na Assembleia esteve em análise o futuro da Liga fundada por D. João de Oliveira Matos (1879-1962), antigo bispo auxiliar da Guarda e considerado pela Igreja Católica ‘venerável servo de Deus’. D. Manuel Felício, Bispo da Guarda, que presidiu aos trabalhos, destacou a importância de “regressar” à essência de um carisma muito voltado para a dinamização da vida dos leigos, das comunidades católicas, para a evangelização e missão. Participaram na Assembleia o Bispo da Guarda, o Assistente Geral da Liga (padre Alfredo Pinheiro Neves), a Coordenadora Geral e as irmãs do Conselho Geral, as irmãs Coordenadoras locais e as irmãs Delegadas eleitas. Na Assembleia foram analisados os seguintes temas: A Vida fraterna em Comunidade; O carisma da Liga nos desafios dos dias de hoje; ser resposta às exigências da Igreja; o Instituto de São Miguel e modo de enfrentar os desafios actuais. “Todos estes temas foram tratados em clima de oração, reflexão, liberdade e busca da melhor resposta e compromisso”, referiu ao jornal A Guarda a irmã Graça Afonso.

Galeria Multimédia

JavaScript is disabled!
To display this content, you need a JavaScript capable browser.

Ver Todos
Ver Todos

Ver Todos

Receba a nossa newsletter:


Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Homilia da Vigília Pascal

Extracto da Homilia da Vigília Pascal

Cristo está vivo no meio de nós. Alegremo-nos e cantemos aleluia, nesta Vigília Pascal, mãe de todas as vigílias e o centro de todo o nosso ano litúrgico.

Toda a caminhada quaresmal nos orientou para esta Vigília; desta mesma Vigília parte um especial dinamismo de vida nova em Cristo ressuscitado que repercute não só na oitava da Páscoa , que vamos viver como sendo um  domingo continuado, mas também na cinquentena pascal que culmina no Pentecostes, com a descida do Espírito Santo sobre toda a Igreja.

 

 

A surpresa das mulheres que encontraram o sepulcro vazio e o percurso interior que, a seguir, fizeram para concluir que Ele ressuscitou tem de ser também a nossa surpresa e o nosso percurso espiritual, neste tempo de Páscoa. Esta surpresa tem de aparecer clara nas nossas vidas para surpreender o próprio mundo, que precisa de novas rezões de esperança. E Jesus Ressuscitado é a grande esperança para a Igreja e para o mundo. Nós somos convidados por Ele a deixarmos que na nossa vida pessoal e na vida das nossas comunidades transpareça de verdade este grande acontecimento da Sua Ressurreição. Agradecemos a Deus o dom do novo Papa que acaba de ser eleito. Ele vem com vontade de ajudar a Igreja a ser cada vez mais transparente à novidade de Cristo Vivo. Ele próprio já deu muitos sinais de que a nota dominante da sua vida pessoal é deixar que a novidade de Cristo se manifeste. Vai continuar a pedi-lo certamente a todas as instâncias da Igreja, desde a Cúria Romana, às Conferências Episcopais, aos bispos, aos padres, aos diáconos aos de especial consagração. Vai certamente  pedi-lo a todas as estruturas da Igreja cuja razão de ser é viver de Jesus Ressuscitado e apresentá-lo de tal modo que o mundo creia.

Santa Páscoa para todos vós e vossas famílias.